Ontem, ele leu sua primeira palavra

Foto Pinterest - Ana Zuk.

Mesmo com toda correira que nos cabe, eu tento manter a rotina das crianças. E ler para eles, e com eles, é um momento que dificilmente abro mão. Infelizmente, nestas últimas semanas, com tudo que nos permeia e que acontece fora e dentro de nós, como reação ao contexto, nossa rotina diária tem sido reestruturada a cada vinte e quatro horas! Por isso, nossa leitura estava ficando atrasada. Mas, na semana passada, conseguimos tempo (bem fora do horário habitual), para retomarmos essa atividade tão prazerosa para nós três. Quem me acompanha pelo Mães Mundo Afora ou nas redes sociais do Alfabeto, sabe que sou mãe de dois. Alice de 7 anos e Gabriel de 6 anos, completados há três dias.

Então, começamos a leitura de um novo livro. E para estes momentos, gosto de deixá-los bem a vontade proporcionando não somente o desenvolvimento da linguagem, mas o aconchego e o fortalecimento do vínculo afetivo entre nós e o idioma utilizado nestes momentos. Sendo assim, olhos e ouvidos estavam atentos e o ninho preparado. Meu colo, eles chamam de ninho. Gabriel sempre gosta de sentar entre minhas pernas para ver todas as figuras que estão disponíveis e Alice se sente mais acomodada, quando se recosta em um de meus braços.

E durante a nossa leitura, repentinamente, Gabriel aponta uma palavra. Meu coração palpitou descompensadamente. E eu, em meio as minhas emoções, escuto: “Mamãe aqui está escrito Tommy!”. Eu queria ouvir novamente e perguntei: “Onde, meu filho?”. E vejo novamente seu pequeno indicador bailar por entre as linhas do livro, e ouço: “Mamãe, aqui está escrito Tommy que é o nome do menino e aqui está escrito Gu… “. Ele tentava reproduzir outros fonemas de mais uma palavra.

Foi um momento de muita emoção e comemoração. E eu tenho a certeza que ficará eternizado em nossas memórias. Assim como a primeira vez da Alice, foi.

É por isso que sempre incentivo aos pais que leiam, com e, para seus filhos. Fazendo deste momento, algo significativo para toda a família. Desta forma, a experiência que é permeada pelo afeto e pela troca de amor, será o momento ideal para o amparo e desenvolvimento de novas habilidades infantis.

Por Aline Sanseverino – Idealizadora da Oficina infantil de Cultura Brasileira – Alfabeto Encantado

Publicado por alfabetoencantado

Iniciativa de ensino de Língua Portuguesa na variante brasileira para crianças, adolescentes, jovens e adultos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s