Existe um motivo para meu filho falar Português?

Você já se fez essa pergunta? A resposta pode parecer óbvia, mas realmente você já refletiu sobre isso? Eu converso com algumas mães brasileiras que moram aqui na Europa e percebo, algumas vezes, que nem elas mesmas sabem o real sentido do que é ter contato com a língua portuguesa como herança e como gerar na criança algo que desperte nela o interesse em trilhar este caminho.

Partindo do princípio que como mães, não sabemos o que de fato significa percorrer um caminho prazeroso e eficaz para a criança, rumo a Língua Portuguesa como herança, é bem complicado. Diante dessa percepção, entendi que a partir da nossa compreensão, como em tudo na criação dos filhos, nós podemos facilitar ou dificultar esse interesse. E esta questão, acaba sendo primeiro um desafio para nós, ou seja, enfrentarmos ou nos questionarmos primeiro: o que significa, para nós, sermos brasileiras no exterior e se de fato, desejamos que nossos filhos sejam proficientes em português. Entendendo que quando algo é realmente importante para mim, eu consigo transmitir ao outro, essa importância, consigo transmitir ao outro o real valor do que está em questão. E quando eu tenho consciência da importância da Língua Portuguesa como herança na vida da minha família, eu consigo com amor e respeito, partilhar o mesmo encantamento que tenho com meu filho que ainda não se interessa por este tema. Não digo que só isso basta e que haverá um caminho só de flores. Será um caminho de construção de ambos, onde adulto e criança irão dialogar o tempo inteiro. E todo caminho de construção é difícil e por vezes demorado, mas o amor, a decisão e clareza do que aquilo representa para todos os personagens que ali dialogam, sem dúvida, serão os melhores  combustíveis e exclusivamente necessários para se alcançar, de forma bem sucedida, a linha de chegada.

Conduzir crianças e adolescentes nesta estrada que se chama Português na modalidade Língua de Herança, para mim como mãe e principalmente como professora, é muito mais do que ensinar um novo idioma. É dar a oportunidade de eles resgatarem uma história, uma cultura que, também, faz parte deles. Aprender a língua portuguesa no exterior é uma questão de identidade, é uma questão de proporciona-lhes o conhecimento de valores que constituem um grupo cultural ao qual eles também pertencem.

Por Aline Sanseverino – Idealizadora da Oficina infantil de Cultura Brasileira – Alfabeto Encantado

Publicado por alfabetoencantado

Iniciativa de ensino de Língua Portuguesa na variante brasileira para crianças, adolescentes, jovens e adultos.